fbpx

Wordpress e Plugins

Wordpress: 9 dicas para acelerar o seu blog!

Luís Alberto Costa
Escrito por Luís Alberto Costa
Wordpress: 9 dicas para acelerar o seu blog!
Junte-se a nós agora

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Começo fazendo uma pergunta simples, você gosta de site lento?

Provavelmente você dirá que não, e seus visitantes também!

Vários estudos feitos pela web mostram que se seu blog ou site é lento ele afetará diretamente em sua experiência enquanto estiver navegando por ele.

Negócio Online

E o pior, isso influenciará em suas vendas online de forma direta, ou seja, uma menor taxa de conversão.

Outro ponto muito importante é que o Google utiliza a velocidade de carregamento do seu site como um dos itens para classificá-lo. Resumindo, SEU SITE PRECISA SER O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL!

Neste artigo temos 9 dicas para ajudar você a melhorar a velocidade do seu blog em Wordpress.

Dicas de como melhorar a velocidade do WordPress

1 – Escolha um tema rápido

Pense bem no tema que irá escolher para utilizar em seu blog WordPress, analise todas as funcionalidades que irá precisar.

Saiba que muitos temas acabam vindo com mais recursos do que realmente você precisa, como slider, personalização de colunas, menus, cabeçalhos, rodapés, formato do post, etc.

Entenda que quanto mais recursos ele tiver, mais pesado ele poderá ser.

Tente escolher um tema que tenha o que realmente vai precisar para utilizar.

Veja também se o tema é compatível com os principais plugins do mercado, isso irá facilitar muito sua vida.

Aparentemente o tema pode até parecer lindo, super rápido no carregamento, mas procure testar bem antes para não ter surpresas.

Existem ferramentas como a Pingdom que ajudará a ter uma ideia da velocidade.

Analise antes de escolher o tema, alguns itens como tempo de carregamento, número de arquivos CSS e JS do pacote, o tamanho da página, etc. Quanto menos arquivos CSS e JS mais rápido será o carregamento.

Separei aqui alguns Temas WordPress que utilizo muito.

2 – Não exagere no uso de plugins

Existem plugins para tudo, principalmente para coisas que não precisamos.

Esse é o perigo, muitas vezes têm coisas que você consegue fazer de forma fácil sem precisar de plugins, mas acaba instalando para facilitar a sua vida, sem saber que pode estar causando outro problema.

Se você for instalar um plugin para cada funcionalidade que acha necessário ao final estará cheio de plugins desnecessários ou substituíveis.

Meu maior conselho é, verifique se realmente você precisa dele, se está utilizando todos os recursos, se a resposta for não, tente trabalhar sem ele. Seja bem critico na escolha.

3 – Otimize seu banco de dados

A cada plugin que você instala são gerados registros em seu banco de dados, e ao desativar ou mesmo com o excesso de uso dos plugins o WordPress não remove ou faz a limpeza do que não está mais em uso.

Tudo isso com o tempo vai deixando o banco de dados mais pesado e deixa lento o seu blog.

Uma maneira simples de resolver isso é utilizar o plugin WP Optimize algumas vezes durante o ano, ou por períodos específicos como a cada 3 meses. Ele faz a limpeza removendo tudo que não está sendo utilizado.

Mas faça um backup sempre antes de executar o plugin para uma maior segurança, isso evitará que perca alguma informação, coisa rara de acontecer.

4 – Otimizar seus arquivos estáticos

O site ou blog em WordPress possui uma parte que é formada por arquivos estáticos, esses arquivos é o que ajudam a funcionar corretamente, mas dependendo do tema eles podem deixar o site/blog mais pesado.

Esses são formados por arquivos em CSS, JS e fontes. Quanto menos desses arquivos mais rápido é o carregamento do site.

Para melhorar ainda mais, o que você deve fazer é combinar os arquivos do mesmo tipo (essa ação também é chamada de minify), mas atenção nem sempre essa ação é possível.

Existem plugins que fazem isso automaticamente para você, entre eles estão o WP Rocket (plugin de cache) e o W3 Total Cache (plugin de cache), esses plugins atuam para deixar seu blog muito mais rápido e são essenciais.

Sempre que for utilizar esse recurso de minify, faça um teste em seu site/blog após fazer a combinação para ter certeza que não gerou erros.

5 – Corrigir os erros do blog

Com o passar do tempo, após fazer instalações de plugins, temas, atualizações, onde você instala e depois acaba removendo, sempre fica um vestígio, erros inesperados que na maioria das vezes nem sabe que ficou por lá.

Uma forma de se manter atualizado em relação a isso é verificar regularmente o arquivo de LOG, ele é um arquivo texto que contém as informações relacionadas a erros que o site gerou.

Esse arquivo fica localizado dentro da pasta do site, ele pode ser acessado via FTP ou painel de controle de sua hospedagem pelo gerenciador de arquivos

Através dele você poderá analisar e identificar os erros para correção. Isso deixará o blog mais rápido

6 – Otimize suas imagens

Uma coisa muito comum é salvar uma imagem e já carregarmos diretamente ela, sem antes saber se precisamos otimizar.

Quando otimizamos as imagens o blog ou site carrega muito mais rápido. Isso gera uma grande economia para que acessa.

Procure utilizar as imagens no tamanho certo, se seu tema utiliza uma imagem de 700 x 400 pixels, já salve nesse tamanho, isso facilita muito. Além disso utilize o formato correto como JPG para fotos e PNG para logotipos e botões de preferir.

Você ainda pode utilizar um plugin para otimizar as imagens, eles ajudam a diminuir o peso das imagens sem perder qualidade.

Basicamente sua imagem permanecerá a mesma, porém mais leve. Veja alguns plugins: EWWW Image Optimizer, Smush, Compress JPEG & PNG images entre outros.

7 – Escolha uma boa hospedagem para WordPress

Para garantir seu blog ou site 100% online e rápido, escolha uma boa hospedagem de site.

Um bom provedor de hospedagem garantirá que seus visitantes possam navegar de forma rápida e segura sem ter problemas.

Isso influencia muito nas vendas e conversão já que ninguém tem paciência com site lento.

Procure uma hospedagem que ofereça recursos suficientes para ter um bom desempenho, e se ela oferece algum serviço de cache ou CDN melhor ainda. Veja aqui 3 hospedagens de site que recomendo.

8 – Configure o cache corretamente

O recurso de cache é fundamental para seu blog voar mais alto, ele deixará o carregamento mais rápido. Agora se você utiliza o WordPress com o WooCommerce não será possível armazenar todas as páginas.

Você poderá utilizar plugins como o W3 Total Cache, WP Super Cache ou WP Rocket (esse último é pago, mas muito bom!).

9 – Contrate um especialista se necessário

Isso mesmo, se der problemas e você não conseguir resolver e o Google não ajudar, procure um especialista em WordPress, isso facilitará sua vida em muito, além disso muitos plugins e temas contam com suporte e atualizações automáticas, isso é bom para manter a segurança do seu blog.

Gostou das dicas? Então comece a aplicar o quanto antes que você já começará a ver os resultados.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Empresa:
Level Max Negócios Digitais e Treinamentos Online
Webmundi Soluções em Informatica – LTDA
CNPJ: 14.262.049/0001-27